Salvador

Ir para página inicial

Durante décadas a jangada foi o ícone do Ceará. Atualmente o Ceará, o romantismo das jangadas ainda resistem a paisagem , mas o símbolo do novo tempo são as barracas de praia. A praia mais descolada é a do Futuro . A barraquinha simples do passado fincado nas areias se modernizou e hoje tem mega estrutura de serviços. A mais famosa é a Crocobeach que se tornou uma atração turística que acomodam até 3 mil pessoas sentadas e chega a receber 30mil clientes por semana. É um modelo que começa a ser copiado em outros pontos do litoral brasileiro. O couvert artístico varia de R$ 6 a R$ 12. Tem sauna, internet sem fio e duas piscinas.

 

Turistas preferem a Praia do Futuro que tem águas límpidas e ondas fortes; as praias do Meireles e Mucuripe são ótimas para caminhadas, têm calçadas largas com barracas à beira-mar, lojas e serviços diversos; à noite, o local preferido é Iracema e sua famosa boemia.

 

Além das praias urbanas, o Ceará oferece praias mais afastadas, como Canoa Quebrada e Jericoacoara.

As mega barracas de Fortaleza são lugares para passar o dia todo, curtindo o agito e também a tranqüilidade. No período das 08:00 horas ás 16:00 horas pode se comer bem e parado e tem acesso a serviços básicos, bares, nos finais de semana tem shows musicais com opções que vão do rock ao forró. O movimento noturno acontece terças e quintas feiras quando várias barracas que abrem para os shows de humor, seguidos e forró avançando até as duas horas da madrugada. Em algumas aproveitam à noite de sábado para sessões dançantes e shows alternativos.

 

Existem barracas freqüentadas por quem curte reggae como a Sorriso do Sol com espaço amplo, serviços de massagens e vendas de artesanatos. Outras por praticantes de kite e windsurfe como a barraca Vira Verão que tem parquinho, várias duchas, armários para guardar os pertences, internet wi -fi. Existe uma barraca voltada ao público GLS, a Cabumba. A barraca Boa Vida é conhecida pela concentração de europeus desacompanhados. Na tradicional Chico do Caranguejo característica pela caranguejada e do forró pé de serra nas noites de quinta feira.

 

Além das praias o turista pode aproveitar a emoção das Dunas de Cumbuco, o Parque Aquático Beach Park, o Mercado Central de Artesanato, A Feirinha beira mar.

 

Com o crescimento do turismo, a orla cresceu e modernizou-se, oferecendo atualmente muitos atrativos para os visitantes, como modernos hotéis, agradáveis restaurantes e lojas diversas. Além disso, a orla é longa e variada.

 

Há diversos locais para compra de artesanato,os dois mais conhecidos, por agregarem maior número de lojas (ou barracas) e oferecerem mais produtos, são o Mercado Central de Artesanato e a Feirinha da Beira-Mar.

 

A Feirinha da Beira-Mar, ou Feirinha do Náutico, é um dos pontos mais tradicionais de visitação de turistas. Está localizada no calçadão à beira-mar na Praia do Meireles, pode ser acessada a pé por aqueles que estejam hospedados em Iracema, Mucuripe e Meireles. A feirinha é composta de centenas de pequenas barracas que são montadas e desmontadas todos os dias; começam a ser montadas por volta das 4 da tarde.

 

As barracas vendem uma imensa variedade de peças com bons preços. Redes, quadros em madeira, pinturas, cerâmica, comidas e bebidas típicas, bijuterias, camisetas e outras peças de vestuário, brinquedos, pedras.

 

O mercado situa-se entre a Praia de Iracema e a zona central de Fortaleza. É possível caminhar do Centro Dragão do Mar até o Mercado, daí até a Catedral, e até o Centro de Fortaleza.

 

O Mercado Central ocupa um prédio de quatro pisos, ligados por escadas e passarelas. O local foi projetado especificamente para ser um mercado e reformado recentemente. Em cada um dos pisos, funcionam diversas lojas, sem divisão por produtos.

 

Convém pesquisar todas as lojas antes de comprar. Os preços são em geral similares, mas sempre é possível pechinchar e obter um desconto.

 

O parque aquático Beach Park localiza-se nas dunas de Aquiraz, 20 quilômetros ao leste de Fortaleza. Construído há mais de 20 anos, o parque esta sempre se reinventando para agradar os turistas.Tem cerca de 35 mil metros quadrados,tornando o maior parque aquático do Brasil, mais de cem atrações e é dividido em áreas temáticas com brinquedos para crianças e para adultos apaixonados por adrenalina.

 

O Beach Park é um complexo que inclui o Acqua Park (o parque aquático, atração de maior visibilidade do complexo), duas cadeias de resorts (uma delas integrada ao Acqua Park), área de restaurantes e um Centro de Convenções.

 

Para aproveitar tudo o que essa terra molhada tem a oferecer é preciso enfrentar o medo; os brinquedos mais radicais são capazes de assustar os mais destemidos. Uma dica é começar pelos mais baixos e menos velozes para ganhar confiança e dar um passo à frente em busca de mais aventura.

 

Enigma da Esfinge, logo na chegada, o visitante entra numa área chamada de Enigma da Esfinge com seis toboáguas. As três najas são montadas em forma de caracol. A amarela, a mais baixa, é indicada para crianças a partir de 1,30 m de altura. Já a naja verde e a naja azul têm 71 metros de comprimento e estão a 11 metros do chão. Na verde, parte da estrutura é fechada, enquanto na azul você vê o céu o tempo todo e ainda encara a descida numa velocidade superior.

 

Quem quer emoção de verdade deve subir mais alguns lances de escada até o sarcófago e as esfinges. Aqui a altura passa dos 20 metros. As esfinges são um misto de trechos retos e ondulados. Já o sarcófago é um toboágua totalmente coberto e escuro. Sem curvas, ele pode fazer o corpo do visitante chegar a uma velocidade de 80 km/h.

 

Outro brinquedo que também se vale da escuridão para deixar a queda mais emocionante é a moréria negra. Ela fica na Atlântida, a outra área temática com escorregos bastante velozes, graças a tapetes de borracha e bóias usadas para diminuir o atrito entro o corpo e a fibra. Neste local está o atlântis, o brinquedo mais coletivo do parque. São necessárias três pessoas para equilibrar a bóia e enfrentar uma descida ondulada que termina de forma abrupta, jogando todos em uma piscina a uma velocidade de mais 40 por hora.

 

Tem outra opção, a correnteza encantada, uma piscina circular que imita um rio, onde é possível deitar numa bóia e se deixar levar. O Beach Park oferece, ainda, uma imensa piscina coberta, num ambiente que lembra uma caverna, e duas saunas (seca e vapor).

 

Para as crianças, há a ilha do tesouro, a arca de Noé e o aqua show, onde ficam o maremoto (a maior piscina de ondas da América Latina) e o balde gigante, que despeja 1.800 litros d’água de ma só vez em quem está por perto.

 

O kalafrio usa o mesmo conceito de uma pista para skate. O formato é de half pipe, só que molhado. A descida é feita em bóia e pode ser individual ou em dupla. Assim como no insano, ao se desprender na base, a bóia vira em um ângulo de aproximadamente 90 graus. A inclinação e a velocidade fazem o visitante subir até o lado oposto da pista e descer novamente, ficando nesse movimento sucessivo até a bóia perder força e parar.

 

Insano , é de longe a torre que assusta pelo seu tamanho. São 41 metros de altura, o equivalente a um edifício de 14 andares. Para enfrentar o maior toboágua do mundo, respire fundo e suba de uma vez, porque depois de chegar lá em cima ninguém quer mais correr o risco de desistir e ter que encarar toda a escadaria de volta.

 

O insano está registrado no Guines Book, o livro dos recordes, como o toboágua mais alto do mundo. É onde, invariavelmente, está a maior fila e o maior tempo de espera de todo o parque.